O Mundo Está Virado!

29 de janeiro de 2009

Já a muito tempo que a internet deixou de ser uma coisa elitista. Hoje em dia qualquer um pode ter um blog para falar bobagens inúteis (a carapuça serve pra gente também). Houve um tempo, muitos Kb atrás na história da comunicação através de computadores, onde navegar era sinal de status. Era como ter o carro do ano ou coisa assim:
“Você viu Gertrude, o Miguelito usa a internet!”. Chegava a dar na coluna social de jornal de cidade pequena. Mas hoje em dia qualquer um compra um computador. Qualquer um se conecta à internet. Qualquer um tem algo que pensa ser interessante a dizer. Navegando, eu achei a coisa que pensava ser mais improvável: um blog da Carla Perez.
Ela trata assuntos sem importância, em uma camada espessa de roupa em todas as fotos, para os padrões que poderíamos esperar…

Anúncios

Os Problemas do Milênio

18 de dezembro de 2008

Sem idéias para o que fazer nas férias? Afim de ganhar $7.000.000? Aqui vai uma boa dica pra quem gosta de números: resolva os Problemas do Milênio.

Afim de celebrar o novo milênio, em 2000, o Clay Instituto Matemático de Cambridge (CMI) elencou sete Problemas do Milênio. O Quadro de Conselho Científico selecionou-os baseando-se em questões clássicas importantes cujas soluções ainda não foram encontradas. O Quadro de Diretores designou $1.000.000 para a solução de cada um, totalizando $7.000.000 (se você já não entendeu porque o total é $7.000.000, nem precisa tentar chegar perto desse dinheiro).

Os problemas:

Achou a solução? Mais dúvidas além de como resolver os problemas? Contate prize.problems@claymath.org.

Chiquititas?

6 de dezembro de 2008

Em meio a uma conversa de um barzinho proximo à faculdade:
“Achei tão lindinho minha sobrinha cantando: ela é toda boa, toda boa, toda boa ”
– “Minha filha aprendeu a cantar esses dias, eu cantei isso ela continuou pra mim”

Depois de um curto período de reflexão, pensativamente respondi:
– “Na minha época era Chiquititas”

Às vezes nos perguntamos o que será dos nossos filhos. Quer a resposta precisa?

Visite rapidamente (para não causar muito choque) uma escola de Ensino Médio e observe o quanto é comum meninos e meninas de mãos dadas.

Será que um dia terei que ouvir:
– “Olha que linda minha sobrinha de saia de borracha!”?

Ironicamente, Capital Inicial no fundo, no fundo, tem razão…

Passeio turístico anti-gravidade

18 de novembro de 2008

Cansado de sua vidinha pacata e rotineira? Tente inovando com um passeio anti-gravidade. Mas corra, são apenas 27 lugares. Você terá a oportunidade de voar com três astronautas veteranos, e tudo isso por uma bagatela de apenas R$9000! Você ainda terá direito a souvenirs (não divulgados), um DVD personalizado, uma festa pós-vôo, entre outras coisas menos importantes. Mais dúvidas? Ligue 800-ZERO-G-800 (não sei o que esse “ZERO” e “G” estão fazendo aí, mas estão lá no site também).

Como é possível a gravidade zero aqui na Terra? Não é Gravidade Zero em si. A bordo de um Boeing modificado, a pessoa é levada até uma altura razoável e então, o avião simplesmente começa a cair. Como ela cai na velocidade da gravidade, e como ela está dentro da aeronave, cai junto com a mesma velocidade. Logo, tem a sensação de estar sem gravidade porque está dentro de um avião e os dois caindo na mesma velocidade. Esse é o chamado ponto de imponderabilidade. Um outro detalhe é que, nessa simulação, não será gravidade zero. A sensação é de uma gravidade próxima à da Lua (1/6 da nossa gravidade), ou a de Marte (1/3 da nossa). O processo de subida e queda do avião se repete.

O Fato: WakeUpFool! Sonhou que ia voar, certo? Mas é claro que não! Com esse preço, o mais perto que você vai chegar será assistindo vídeos no youtube. Se você tivesse R$9000 (mais o dinheiro para ligar para a space.com colocando aquelas letras, viagem para o exterior, hotel e mais o escambau), não estaria piruando na net e lendo este blog.

Agora volte à rede e continue levando sua vida normal (com gravidade).